Música de Fany Mpfumo traduzida em livro de partitura “Songbook”

Música de Fany Mpfumo traduzida em livro de partitura “Songbook”

- in Música, Notícias

A Khuzula Editora procede no próximo dia 4 de Dezembro, no Centro Cultural Franco-Moçambicano, ao lançamento do primeiro livro moçambicano de partitura e letras. Trata-se do Songbook dedicado a extensa obra de um dos maiores percursores da música popular moçambicana: Fany Mpfumo, o Rei da Marrabenta.

Segundo o comunicado de imprensa enviado ao Moz Entretenimento, esta obra foi produzida pelo agrupamento TP50 em parceria com a Musicarquivo – departamento da Escola de Comunicação e Artes da Universidade Eduardo Mondlane, e está integrada na Colecção Tempo dos Tocadores.

Com a Colecção Tempo dos Tocadores pretende-se promover, não tão só o registo das letras e partituras musicais dos autores nacionais, mas também, proporcionar uma oportunidade aos músicos profissionais, amadores e estudantes, um instrumento que permita e estimule a este grupo a tocar Música Moçambicana. Outrossim, o facto tratar-se de um livro bilingue (português e Inglês) vai possibilitar a vários públicos, no estrangeiro sobretudo, a interpretar as obras de Fany Mpfumo. 

Para iniciar esta colecção foi selecionado um dos grandes nomes da música nacional: Fany Mpfumo. A escolha deve-se a consensualidade da sua importância e determinismo na Música Moçambicana.

O Songbook com o repertório de Fany Mpfumo: o cantor mais conhecido, mais amado, mais lendário e mais reverenciado de Moçambique e de sempre na nossa arena musical.

Ao percorrer o Songbook o leitor poderá observar quão as letras e melodias de Fany Mpfumo eram tão belas quanto simples.

O prefaciador do livro, Samuel Matusse, autor do livro Fany Mpfumo e Outros Ícones, considera que a lançar o Songbook, o Tp50, Musicarquivo e a Khuzula, reverenciam e contribuem para a eternização deste homem, pois se os moçambicanos fossem politeístas Fany Mpfumo  “Deus da Música Moçambicana”. 

Matusse recorda que Fany Mpfumo é como daquelas descobertas importantes da ciência, que às vezes surgem por mera obra do acaso. Este monstro que viria a ser uma estrela cuja fulgurância a tornou uma das mais cintilantes estrelas no nosso cancioneiro popular.

Facebook Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *