Carta Aberta à Mana Cecy: “Gritos durante as suas intervenções formas de comunicação”

Carta Aberta à Mana Cecy: “Gritos durante as suas intervenções formas de comunicação”

- in Opinião

Por: José Carlos Maria XPIÃO

Carta Aberta à Mana Cecy, assunto:  Gritos durante as suas intervenções formas de comunicação

Estimada, antes de rabiscar em relação ao pano do fundo supracitado, queira por favor acolher as minhas cordiais saudações.

Soube que completou mais um ano de vida durante a semana que corre, pelo que, aproveito a oportunidade para lhe felicitar, haja mais saúde e vida, Deus abençoe.

Mana, venho acompanhando de longe e de forma involuntária algumas das suas intervenções pelas redes sociais, com maior destaque para alguns vídeos que circulam pelo WhatsApp, e constatei:

1. Gritos ao se expressar;

2. Conselhos um pouco exagerados;

3. Caretas exageradas;

4. Agitação da sua parte;

5. Sugestões radicais.

Mana, entendo perfeitamente que a sua intenção é de ajudar as pessoas, principalmente aquelas que namoram, noivam, casam ou que tenham alguns compromissos semelhantes aos que mencionei, mas a senhora acaba colocando minhocas nas cabeças dos que te seguem.

A sua estratégia de comunicação carece de boas técnicas de expressão verbal e facial, isso pode atrapalhar aos seus públicos, cenário que muitas vezes culmina com decisões mal tomadas por parte deles.

É sabido por todos que as relações entre casais têm suas particularidades e peculiaridades, o que significa que, precisam de análises exaustivas, sem plateias e com muita atenção para evitar possíveis equívocos na equação “filósotemática”.

As vezes, a mana passa por situações RI-DÍ-CU-LAS, como é que se justifica afirmar categoricamente que: se um casal de namorados não se comunicar por uma, duas e ou três semanas, o homem deve ser dado com o pé na bunda pela mulher porque supostamente é ele quem deve ter iniciativa de comunicar??!? Não nos irrrrrrrrriiitaaaaa, yah!!!?

Mana, a comunicação entre os casais deve ser bilateral obedecendo um duplo eixo, uma reciprocidade, se um não disser nada o outro deve procurar se inteirar do assunto para apurar as causas, não é precipitar consequências, nem agitar rompimentos, por vezes desnecessários.

Relactivamente ao sexo entre casais, a mana disse que: é “obrigação” e deve ser todos os dias, não me parece que seja funcional neste mundo de correrias, cansaço físico e mental, ademais, não é obrigatório e sim direito, e requer uma consciência elevada, sendo da responsabilidade do casal o calendário sexual.

Percebo que anda frustrada com alguma situação do passado, mas não precisa vender as pessoas e muito menos gritar quando se comunica, em alguns casos pode estragar uma boa apresentação sua, não pare de comunicar seus conselhos, mas repare a sua postura comunicacional, reveja os conteúdos, evite comentários “feministas” e “machistas”.

A terminar, quero agradecer pela atenção dispensada, mais uma vez, feliz aniversário, mais saúde e vida. Não nos irrrrrriteee, yaaah!

Forte abraço.

Facebook Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *