D’manyissa Celebra José Craveirinha em concerto no Hotel Términus

D’manyissa Celebra José Craveirinha em concerto no Hotel Términus

- in Eventos, Notícias

O compositor e intérprete D’Manyissa apresenta amanhã, 8 de Setembro, às 18h, no Hotel Términus, o projecto “Poemas cantados-Tributo a José Craveirinha”, que se enquadra nas celebrações do centenário do maior escritor de Moçambique, José Craveirinha

Neste concerto, serão apresentadas músicas inéditas, por sí compostas e baseadas em diversos poemas do escritor. Para a performance vocal, conta com a vocalista Helena Rosa, que faz parte do Majescoral. A nível instrumental, contará com com a performance de Nicolau Cauaneque nos teclados, e Amadeu Cossa na percussão. A ideia de poucos instrumentos é para destacar a voz e a mensagem. A produção do concerto é do Ginho Sibia.

Segundo D’Manyissa, este projecto é consequência do desafio que o escritor Mbate Pedro, e também patrono da Editora Cavalo do Mar, deu-lhe por dois anos sucessivos, para compor músicas baseadas em poemas de autores editados pela Cavalo do Mar. D’Manyissa aceitou o desafio com muita satisfação, e compôs as músicas, a tempo e hora, e estas foram apresentadas em concerto no evento Resiliências (2017 e 2018), evento literário internacional organizado pelo próprio Mbate Pedro , cá no país. Em 2017, o concerto musical foi feito pela cantora Lalah Mahigo e, em 2018, com outras músicas, a cantora Xixel Langa fez o concerto. Ambos concertos foram sucesso. 

Por ter achado a experiência muito interessante, há dois ou três anos atrás, falou com Zeca Craveirinha, filho do José Craveirinha, sobre ideia de compor músicas baseadas em poemas de José Craveirinha, e da ideia de registar as músicas em CD, com diferentes intérpretes, como forma de promover e divulgar mais o legado literário do escritor. Ideia que foi aprovada e autorizada por Zeca Craveirinha. Enquanto aguarda por fundos para a materialização do projecto discográfico, por ser o ano do centenário do escritor, vai levar este concerto para vários espaços de eventos  culturais durante o ano em curso e possivelmente no próximo ano. Para este ano já tem agendado alguns locais como X-HUB, Associação dos Músicos, Associação dos Escritores,  Galeria do Porto, Museu Mafalala entre outros, e além da Helena Rosa, contará com Xixel Langa entre outras vozes.

D’Manyissa é um compositor versátil e essa versatilidade vai se fazer sentir nas composições a serem apresentadas neste evento. Desde a sonoridade moçambicana, africana, clássica, brasileira entre outras. Importa referir que José Craveirinha foi o primeiro escritor moçambicano e no continente africano a receber o Prémio Camões, e ao longo da vida recebeu muitas outras premiações. Suas obras foram traduzidas para outras línguas.

D’Manyissa tem larga experiência em compor músicas para si e para outros artistas. Alguns dos artistas para quem já compôs, destacam-se Ancha Martins, Xixel Langa, Açucena Matola, Lalah Mahigo, Rahima, Celso Paco, Orlando Venhereque, entre outros. A nível internacional, para a cantora brasileira, Bárbara Silva, Michael Mayo (EUA), Caleb Allen (EUA).

Facebook Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *