Bander enche o Coconuts no show de comemoração dos seus 5 anos de sucesso

Bander enche o Coconuts no show de comemoração dos seus 5 anos de sucesso

- in Eventos, Notícias
1

O rapper moçambicano Bander conseguiu encher o Coconuts neste sábado (5/05), num grande show alusivo a comemoração dos seus 5 anos de sucesso.

Os portões do Coconuts abriram às 12 horas, e o público foi chegando timidamente no local, o que fez com que o show demorasse algumas horas para começar, tendo começado quase às 18 horas, ao invés de 14 horas conforme havia sido agendado, mas isso não estragou a festa.

Coube ao Dj Bangalala dar o pontapé de saída e animar o público tocando ritmos musicais capazes de fazer qualquer um vibrar, e logo de seguida Dj Damost assumiu a mesa dos Djs tocando apenas música moçambicana, com destaque para hits clássicos dos estilos Hip-hop, Marrabenta, e Pandza. 

Damost conseguiu levantar o ânimo do público e seguiu-se para a fase das actuações, e o apresentador Fred Jossias chamou os artistas convidados para o palco como Zeo Magalhaes, Ubakka, Sweet Boys, Kloro e Teknik, respectivamente. De realçar que os Sweet Boys deixaram o público feminino enlouquecido com a sua performance electrizante. 

Depois de Kloro e Teknik, foi a vez de Clemy e Filady actuarem com a música “Toma toma” que o público cantou do inicio até o fim, e no fim a Filady deixou ficar um freestyle. O show já estava animar, mas faltava um toque de romantismo e para tal, Zander Baronet subiu ao palco para cantar as suas músicas de sucesso como “Não para”, “Ordinário”, “Erro” e ainda cantou um pouco a sua nova música “Banana”.

Fred Jossias voltou a subir ao palco para anunciar a entrada da Yolanda Boa, que entrou exibindo a sua sensualidade e aproveitou a ocasião para dizer que “quando as coisas são boas não se discute e depois cantou a música “Eu sou boa”, tendo sido seguida pelo Gift Paulo que cantou a sua música intitulada “Kátia”.

Seguiu-se a uma pequena pausa nas actuações e o Dj Bavy ficou responsável por fazer o público vibrar e este conseguiu com as suas misturas, e depois de um tempo o Mc anunciou a entrada do Bander no palco, que entrou cantando ao vivo a música “Mercedes Benz”. 

Bander não escondeu a felicidade por ver o Coconuts cheio e  cumprimentou o público, tendo seguido a actuação cantando a música “Guaraná”, e “7 pitas”, e para a surpresa de muitos, Matilde Conjo subiu ao palco mostrou que sabe “repar” e cantou a música “7 pitas“, e “Meu gajo” com Bander, foi um “Casamento perfeito”.

Bander aproveitou o show para felicitar os aniversariantes do dia (5) e deu segmento ao show cantando músicas como “Yah ft LW“, “Buchechinha ft King best“, “Massinguitana” do Glass Gamboa, que deu um show com a sua voz única e com a música “Vida de rich”.

O show continuou e Nikotina Kf subiu ao para cantar a música “Não vou parar de beber” com  Gift Paulo e Bander , tendo despedido com um freestyle improvisado, e Bander aproveitou a ocasião para dizer que admira o “KF”.

Nesse momento do show já não existia Mc, era só uma questão da banda começar a tocar e público reconhecia a música a seguir e cantava, o mesmo aconteceu quando Slim Nigga,  e Case Buyakah subiram ao palco para cantar as músicas “Guebaz e Chang”, e “To na via” respectivamente.

O show continuou e Bander cantou a música “Ta na moda“, e “Artista“, o hit que levou-lhe ao sucesso, essa música teve direito a uma remix com vários rappers que subiram ao palco para cantar como Case, Cr Boy, Son Z, Kamane, Slim Nigga, e Ogah Siz.

Bander cantou ainda a música “Gira camisa” ao lado dos New Joint, e depois Blaze brindou o público com “Preto de moz” ao lado do Lizzy, este por sua vez cantou a música “Slay”.

Parece que já haviam actuado todos artista, mas o show não podia terminar sem Dygo Boy entrar ao palco. Bander anunciou que aquela era a segunda parte do show e Dygo subiu ao palco acompanhado de dois champanhes para o público e começaram cantando a música “10 mandamentos”, e seguiu-se a um momento de interação com o público e Dygo revelou ele e Bander já fizeram 112 shows juntos, e logo concluiu-se que “Se não rendes há quem rende” conforme os dois dizem na música “Rende” que foi a próxima a ser cantada seguida por  “Tou na festa“, e “é possível não render com esses”.

Bander e Dygo deram shots de bebida ao público que encontrava-se em frente do palco, e chamaram Denny Og que mostrou que  “quem não esteve no show, não sabe o que perdeu”, e por último cantaram as músicas “Numa wella”, “Original” com Marcelo Lopes. Depois disso, Bander apresentou os membros da sua banda, e fechou o show com o seu mais recente hit “Nem tenho sixpeck“. 

Assim foi o show de comemoração dos 5 anos de sucesso de Bander, mas houve a ausência não justificada de alguns artistas que haviam sido anunciados como Ziqo, Mr Bow,  Shellsy Baronet, Duas Caras e 3H.

Vale realçar que o palco estava decorado ao estilo do “ghetto”, com direito a chapas de zinco, txova, e pneus, para mostrar a origem do Bander, que é a Mafalala.

Facebook Comments

1 Comment

  1. Pingback: Bander e Matilde Conjo surpreenderam com um dueto que resultou num "Casamento perfeito" - Moz Entretenimento

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may also like

Bander: “A Yolanda Boa é sensual, não é pecado expôr o corpo”

O rapper moçambicano Bander participou recentemente do programa