“Uma reportagem sobre a sobrevivência dos cantores durante a pandemia”- Jeremias Gotine

“Uma reportagem sobre a sobrevivência dos cantores durante a pandemia”- Jeremias Gotine

- in Opinião

São cerca de dois anos sem que os artistas de música sintam o calor público nos eventos mais badalados devido ao novo Coronavírus. E no primeiro semestre de confinamento quase que ninguém imaginava que os dias poderiam alastrar-se e como consequência, o mercado ficou sem muitas novidades sonoras, além de lives que dominaram as redes sociais, Instagram, principalmente.

Enquanto os dias tiravam o pouco do dinheiro que os cantores tinham de baixo do colchão, viu-se a necessidade de voltar a entregar música, mas com um adesivo que pudesse colocar algumas moedas no cofre. Foi aí que a cena de venda de música pelo WhatsApp em conexão com sistemas electrónicos de movimentação de dinheiro, começou a ser implementada seriamente, e alguns cantores ofereciam algo a mais ao invés de música por si só, como por exemplo (a instrumental, a letra, e vozes à capela).

A criatividade faz parte do dia-a-dia dos artistas e mais uma vez encontraram outra saída, desta vez ligada a uma das palavras da quarentena “reinvenção”. Com isso, eles abriram outro “business” que tem a ver com serenatas, presença nos aniversários natalícios, e outros eventos do gênero, sem aglomeração das pessoas, que é uma das formas de combate ao inimigo invisível que assola o mundo e Moçambique não fica de fora.

Vale ressaltar que com todas essas actividades, a comunidade artística ainda não atingiu o mesmo patamar de vencimento, quando comparado com os ganhos dos “shows”, mas também existe outra forma de fazer dinheiro com a música que também não ficou para trás neste período difícil. A venda CD’s, foi também um movimento que notou-se muito nos finais do ano 2020, e parece que os rappers foram os que mais entraram nesta corrente.

Streaming, esta maneira de rentabilidade nunca foi forte dentro do país, independente das áreas de actuação, mas como diz um ditado popular “mais vale ter um pombo na mão, do que dois a voarem”, portanto os cantores ainda estão nesta luta de direcionar os seus seguidores a curtirem as suas músicas nas plataformas digitais, a fim de ganhar algum dinheiro no final do dia.

Facebook Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *