Sir Lovely mostra que depressão não é frescura

Sir Lovely mostra que depressão não é frescura

- in Música, Notícias, Opinião

Quando chega Setembro, somos convidados a refletir sobre a saúde mental e a nossa convivência com as pessoas que amamos, numa luta para com o fim da depressão e ou suicídio. Para que a causa esteja visível e não passe despercebida, o mês é pintado de amarelo, ganhando a designação “Setembro Amarelo“. E é nesses moldes e no exercício do seu activismo que o músico moçambicano Sir Lovely lançou a sua primeira faixa musical deste ano e a solo “Depression Skills”.

A mensagem está clara, em “Depression Skills” o músico convida-nos a compreender que a depressão é algo real, e num encontro com a mantra “Depressão não é Frescura” convida todas as pessoas que possivelmente se encontrem nessa situação a compreenderem que não estão sozinhas, há sempre um ombro amigo próximo para ouvir as nossas aflições, e ainda que estejamos em tempos da COVID-19, possa arriscar um abraço para que sirva de conforto.

Sir Lovely vai longe tocando os nossos corações, descrevendo como o mundo se apresenta para aqueles que possam estar a passar por uma depressão, numa denúncia de que a música é baseada em factos vivenciados onde

“O céu sempre acorda cinzento, quando a tristeza não se esvai como vento …E é como se os problemas não cessassem, e a aurora não anunciasse uma nova manha”

Uma batalha que a sociedade pode não compreender, e o segredo é o mesmo que para o fim de uma guerra: diálogo com o próximo, sendo neste caso alguém que nos possa ajudar a ultrapassar esta fase.

Facebook Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *