Centro Cultural Franco-Moçambicano acolhe a 7ª edição do Festival Nacional de Hip-Hop “Punhos no Ar”

Centro Cultural Franco-Moçambicano acolhe a 7ª edição do Festival Nacional de Hip-Hop “Punhos no Ar”

- in Eventos, Notícias

O Centro Cultural Franco-Moçambicano (CCFM) acolhe, no próximo dia 13 de Agosto, a partir das 15h, a 7ª (sétima) edição do Festival Nacional de Hip-Hop “Punhos no Ar” (FNHPA).

Nascido em 2016, através de uma parceria entre a Nexta Vida Entertainment, o Café Bar Gil Vicente e o Centro Cultural Franco-Moçambicano, o Festival Nacional de Hip-Hop “Punhos no Ar” é um evento anual centrado na valorização do Hip-Hop Moçambicano, além de promover um encontro de várias províncias, permitindo assim um importante intercâmbio entre os amantes e praticantes da área e o aprofundamento dos laços que unem os fazedores da cultura Hip-Hop no nosso país.

Após as últimas duas edições (5ª e 6ª) terem sido online, devido as medidas restritivas na realização de actividades públicas, resultante da pandemia da Covid-19, esta 7ª edição será aberta ao público e contará com dois palcos a fim de fazer juz ao principal objectivo do festival: exaltação do Hip-Hop Nacional.

Nesta 7ª edição teremos os cinco elementos da Cultura Hip-Hop, nomedamente: MC, DJ, Graffiti, Break-Dance e o “Conhecimento”, para além de que vamos exaltar a Unidade Nacional, reunindo no mesmo palco artistas do Sul (Maputo, Matola, Namaacha e Xai-Xai), Centro (Beira, Chimoio e Tete) e Norte do País (Nampula e Lichinga), com um programa ecléctico incluindo: Música, Dança, Debate, Freestyle Battle, Expo-Beatz, Feira de Hip-Hop e Graffiti, fazendo deste evento um momento de convívio único e mantendo o título do maior e único Festival Nacional de Música.

Segundo o comunicado de imprensa enviado à Moz Entretenimento, o festival vai ter o ponto de partida no dia 09 de Agosto (3ª feira) no estúdio 222 da Gungu TV, com um debate aberto ao público e em directo cujo tema é: Mercantilização do CD – uma aposta sustentável de valorização do artista no actual panorama económico – cultural? Moderado por Mia Couto Júnior e painelistas: Beat keepa (DJ), Helder Leonel (Radialista), Sidney GM (Agente Cultural) e Magus (Escritor).

O lançamento oficial desta edição será na Conferência de Imprensa agendada para o dia 11 de Agosto (5ª feira) pelas 15h no CCFM, onde teremos artistas, parceiros, convidados e a media.

O ponto mais alto será no próprio dia do Festival, 13 de Agosto (Sábado), no CCFM, onde de MAPUTO teremos, Pier Dogg, Duas Caras, Kloro, Trez Agah, Dynomite, Bala de Prata, Uhuru The Prince, Trovoada, Invencível, Stinky & Skhokho, Projecto Sekeleka, Matador Inocente, Secreto Stone, Mensageiros, MC Mabenda, SLave Boy e Refo, da MATOLA: Negro, 9nakonz, Grupo 3D e DJ Proodp, de NAMAACHA: Azagaia, de XAI-XAI: Vanillas Dog, da BEIRA: Bullet e Lecyo, de CHIMOIO: Função Inversa, Ray Breyka, Ygrego, Fenix, 2 Zero, Extra-T, 160 Voltas, Marechal, G-Zuz e Wjocker, de TETE: Hot Boy, de NAMPULA: Gabriel Flames e de LICHINGA: Rei Bravo.

Esta edição conta com o imprescindível apoio da Pernord Ricard Moçambique, nosso parceiro privilegiado este ano, mas também com a TV Sucesso, Gungu TV, Ram TV, Coca-Cola, Karamel, Black Tie, Chicken 4 You, Ricci, G-Vita, Aroma, Mac Creative Lines, TV Cabo, Água da Namaacha, Vabis, Shifú, LMX, Scratch, King Intelligently, Fenómeno Underground, Beto’s Look, Sena Print, M-Toca, Mapedje, Nkuvu Photograph, Moz Entretenimento, Moz Hip-Hop Awards, Markas de Hip-Hop, Geração Hip-Hop, Radiação Hip-Hop e Bomba Music.

Facebook Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *