Ministério da Cultura e Turismo lamenta a morte da actriz Hermelinda Simela

Ministério da Cultura e Turismo lamenta a morte da actriz Hermelinda Simela

- in Cinema, Notícias, Teatro

O Ministério da Cultura e Turismo lamentou nesta quarta-feira (11), a morte da actriz moçambicana, Hermelinda Simela, cuja a carreia se estendeu por mais de 20 anos.

A messagem de condolências foi comunicada através das redes sociais do Ministério da Cultura e Turismo, destacando-se o longo percurso no teatro e no cinema da actriz, que é testemunho único da história recente da representação em Moçambique.

Veja o comunicado na íntegra a seguir:

“Foi com profundo pesar que o Ministério da Cultura e Turismo tomou conhecimento da morte da actriz Hermelinda Simela, de 38 anos de idade, ocorrida no dia 10 de Agosto de 2021, no Hospital Geral José Macamo, na cidade de Maputo, vítima de complicações no parto.

Mais conhecida por H, Hermelinda Simela, a actriz moçambicana nasceu na Província de Nampula e mudou-se para Maputo, onde ajudou a fundar o Centro de Teatro do Oprimido, em 2001. Hermelinda Simela, para além de actriz de teatro e cinema, foi contabilista e produtora de espectáculos na CTO-MAPUTO.

Nos últimos anos, notabilizou-se pela sua participação no cinema de longa e curta-metragem, com destaque para participação nos filmes VIRGEM MARGARIDA e COMBOIO DE SAL E AÇUCAR, ambos de Licínio de Azevedo.

A morte de Hermelinda Simela, na área cultural, significa perda de uma das melhores artistas nacionais, o que deixa um vazio irreparável no nosso património nas artes cénicas. Hermelinda Simela deixa viúvo e duas filhas.

Neste momento de dor, o Ministério da Cultura e Turismo, em nome de todos os fazedores das artes, endereça os mais sentidos pêsames à família enlutada”.

Facebook Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *