Migração digital em Moçambique: Todos emissores analógicos de radiodifusão e televisão já foram desligados

Migração digital em Moçambique: Todos emissores analógicos de radiodifusão e televisão já foram desligados

- in Notícias, Televisão

No dia 31 de dezembro, o nosso país conseguiu concluir o processo de migração digital, que culminou com o desligamento de todos emissores analógicos de radiodifusão e televisão.

De acordo com o jornal Notícias, desta forma, Moçambique cumpriu com a recomendação da União Internacional das Telecomunicações (UIT), de desligar o sinal analógico para o digital, um passo que devia ter sido dado em 2015,o que não foi possível por razões financeiras e estruturais. Na sequência, o prazo foi prorrogado para 2017 e depois para 2019. Contudo, só em 2021 foi lançado oficialmente o sinal de televisão digital no país.

De referir que o processo de migração digital decorreu em duas fases, sendo que a primeira abrangeu emissores analógicos localizados nas províncias de Nampula, Tete e cidade de Maputo. Na segunda fase, foram desligados os emissores situados em Namaacha, Xai-Xai, Vilankulo, Chimoio, Quelimane, Ilha de Moçambique, Nacala, Pemba, Lichinga e Cuamba A segunda e última fase foi implementada em Massinga, Marromeu, Monapo, Ribáuè, Namialo, Ilha do Ibo, Chiúre, Mandimba, Majune, Ngauma,Lago, Zóbuè e Songo.

Conheça a Melhor opção para a migração digital

A revista Moz Entretenimento recomenda que os seus leitores adquiram os seus decoders da ZAP, para que assistam conteúdos em alta definição.  Clique aqui e veja os pacotes da ZAP.

Facebook Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.