Jimmy Dludlu leva o público ao rubro no festival de Jazzing em Angola

Jimmy Dludlu leva o público ao rubro no festival de Jazzing em Angola

- in Notícias
0

O palco do Cine Atlântico, foi o escolhido para a terceira edição do festival de Jazzing que teve lugar ontem (24/02), o vento juntou quatro grandes figuras do jazz africano e internacional, Andaka Yo Wiñi “Angola”, Nuno Mindelis do “Brasil”, Irina Vasconcelos “Angola” e Jimmy Dludlu de “Moçambique”.

Jimmy Dludlu, vocalista e compositor moçambicano detentor de prêmios como Melhor Artista Masculino e Melhor Álbum de Jazz Contemporâneos nos South África Music a Award, levou o público ao rubro com sua guitarra e performance durante a sua actuação.

Ndaka Yo Wiñi conhecido como a voz do povo, destaca-se por cantar em línguas angolanas e é aplaudido pela africanidade na sua maneira de cantar e vestir, abriu o espetáculo com uma performance única de levantar aplausos do público que vibrava de muita emoção.

Nuno Mindelis, musico luso-brasileiro nascido em Angola levou a alegria aos convidados com seus hits conhecidos, onde prestigiou momentos únicos de boa música com espetáculo que marcou o público que se deslocou ao cine atlântico. Mindelis foi considerado em 2017 como melhor guitarrista Blues do mundo pela Guitar Player americana.

Irina Vasconcelos, cantora e compositora dotada de uma versatilidade que vai do rock ao jazz, cantou e encantou com público que demostrava carinho, respeito e muita admiração, dona do Hit “praia morena” que mostrou ser uma artista completa, muita energia no palco onde o público participava nas suas canções.

O Jazzing, é um festival que tem como objetivo promover o intercâmbio de artistas nacionais e de outras nacionalidade disse, Micaela Felizardo assessora de imprensa da Showbiz empresa responsável pelo evento que superou as expectativas do evento.

Facebook Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may also like

Brasil condecora Stewart Sukuma

O músico Stewart Sukuma foi destinguido com a