Fotógrafo moçambicano Mário Macilau junta-se a marca de vinhos francês

Fotógrafo moçambicano Mário Macilau junta-se a marca de vinhos francês

- in Fotos, Notícias
0

O fotógrafo moçambicano Mário Macilau vai iniciar no próximo mês de Agosto, um projeto na comuna Francesa de Saint-Émilion, em parceria com uma marca de vinhos da mesma região, a Fundação para as Artes da Africa do Sul, e um grupo de arquitetos Franceses, com os quais o artista tem vindo a colaborar nos últimos anos. A ideia é produzir um projeto artístico na pequena e bonita comuna da margem direita de Bordeaux, uma pequena cidade com uma riqueza cultural tão diversa quanto os seus infinitos vinhedos que se espraiam no horizonte.

O artista irá passar três meses no meio de fileiras de casas antigas, vielas de pedra estreitas e inclinadas, muralhas que remontam às fortalezas erguidas para proteger o povoado contra as invasões bárbaras, tudo a convergir para a igreja medieval da vila, construída num monólito, entre os séculos XI e XVI. Esta iniciativa tem como mote “a arte de elaborar vinhos” ou “a arte da degustação” porque “o vinho é uma obra de arte.

“Este é um projeto que procura olhar para a criação do vinho sob uma outra perspetiva. Existe uma relação estreita entre o vinho e a arte, devido à carga cultural e histórica que ambos transportam. Ambos convocam o êxtase, a inspiração, a vitalidade e o prazer de viver. No meio da arte fotográfica e da pintura há sempre essa conexão que chega aos vinhos. A forma artesanal como são criados aproximam o trabalho do enólogo ao do fotógrafo e do pintor. São muitos os elementos comuns nos processos desses profissionais –  a máquina fotográfica, a tela, o vinho, a garrafa e até a rolha são trabalhadas por eles de forma muito parecida, pois exigem grande dedicação e sensibilidade.

Para além do vinho, a Arquitetura também estará presente neste projeto. Nos últimos anos tenho trabalhado com arquitetos de grande renome de Portugal, França, China, Japão, Brasil, Angola, Reino Unido, Espanha, Africa de Sul e entre outros países, que de alguma forma me têm permitido obter um olhar diferente da arte fotográfica e das minhas pinturas. Além da valorização da cultura que promovo e dos valores que a arte Moçambicana contém. Com este diálogo pude aprender muitas coisas que me permitiram crescer, em primeiro lugar como ser humano, e em segundo lugar como artista. Estas parâmetros abriram-me muitas possibilidades que, sempre que regresso, partilho com os outros, no Bairro onde cresci e onde até hoje vivo.”

Mário Macilau é um artista multidisciplinar que tem como base a fotografia, por vezes pinta, escreve e trabalhou com vídeo arte e instalações. Atualmente vive entre Maputo – Lisboa e Johannesburg. Iniciou o seu percurso na fotografia em 2003, e profissionalizou-se em 2007, quando trocou o telemóvel da sua mãe pela sua primeira máquina fotográfica. A sua especialidade são projetos de longa duração com foco nas condições ambientais e sociais de Moçambique, bem como na complexa realidade do mercado de trabalho na região.

O trabalho de Macilau tem sido reconhecido com prémios, e é regularmente apresentado em exposições individuais e conjuntas tanto no seu país de origem como no estrangeiro. Recentemente, foi um dos três artistas apresentados no Pavilhão do Vaticano na 56.ª Bienal de Veneza (2015. Já viajo para mais de 30 países, foi reconhecido internacionalmente com diversos prémios, tem seu trabalho publicado regularmente em diversos magazines nacionais e internacionais, a sua obra encontra-se colecionada por instituições publicas e privadas.

Facebook Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may also like

Primeira Exposição Individual de Mário Macilau Em Dubai

No dia 09 de Outubro de corrente ano