Escola Secundária Força do Povo acolhe a Festa do Livro de KaMavota com Paulina Chiziane

Escola Secundária Força do Povo acolhe a Festa do Livro de KaMavota com Paulina Chiziane

 Festa do Livro de KaMavotaCom o objectivo de estimular ainda mais o desejo literário dos alunos, o Conselho Municipal de Maputo, através da Vereação de Cultura e Turismo, promove, nesta sexta-feira, dia 9 de Setembro, no A Caminho da Feira do Livro de Maputo, a 1ª edição da Festa do Livro de KaMavota, que tera lugar na Escola Secundária Força do Povo, no Distrito Municipal de KaMavota. 

De acordo com o comunicado de imprensa enviado à Moz Entretenimento, durante 1 dia, alunos, escritores, editores, actores, jornalistas, estarão reunidos para debater em torno do tema “Literatura e Desenvolvimento Sustentável”, e prestar tributo à vida e obra dos escritores Luís Bernardo Honwana e José Craveirinha, o Homenageado e o Patrono da 8ª. edição da Feira do Livro de Maputo, respectivamente, a ter lugar nos dias 20, 21 e 22 de Outubro do corrente ano. E, para abrilhantar mais o evento, a renomada escritora moçambicana, Paulina Chiziane, fará uma palestra sobre a importância da leitura.

A nossa fonte refere que esta festa contará com a presença de editoras, livreiros e parceiros que farão a exposição e venda de livros, promoção da leitura e divulgação de obras de escritores moçambicanos, bem como a criação de um espaço infantil, dinamizado pelo Fundo Bibliográfico da Língua Portuguesa, Kuvaninga, com sessões do conto. Existirá uma zona de leitura, coordenada pela AMOLP. A BIOFUND e ANAC associam-se a este evento de modo a incentivar a educação ambiental, com oficinas e palestras.

 Festa do Livro de KaMavota

A Festa do Livro, que tem sempre entrada livre, realiza-se nos Distritos Municipais, em Maputo, e é uma iniciativa que a edilidade lançou no ano passado, em KaNyaka, visando promover a leitura e aproximar os livros à comunidade.

O tema “Literatura e Desenvolvimento Sustentável” tem como objectivo principal trabalhar a subjectividade humana e proporcionar condições de análise do panorama social e pessoal. As histórias, os poemas, o teatro, a música assim como o cinema, exercitam a empatia e lançam um olhar profundo e humano nas questões do dia-a-dia.

A expectativa é de que 15 mil alunos das escolas públicas do Distrito Municipal KaMavota visitem a mostra. Projectos de valorização do livro e incentivo à leitura começaram antes, nas Bibliotecas Municipais de Maputo e expandiram-se para as escolas primárias completas e secundárias do Município de Maputo, com actividades tais como, “Rodas de Leitura”, “A Hora do Conto” e “Clubes de Leitura”.

De acordo com a coordenadora da Festa literária, a Feira tem como propósito despertar nos alunos o interesse pela leitura e pelas artes através de prática lúdico-pedagógicas e criar oportunidades de promover a circulação do livro e da leitura entre alunos, professores, encarregados de educação, editoras, livrarias e o público no geral.

As festas do livro nasceram a partir da necessidade de o Município levar o livro à escola, aproximar o aluno do escritor e criar espaços de incentivo à leitura. Com a Feira na escola, o aluno tem a oportunidade de ler uma diversidade de livros a sua escolha e abrir os seus horizontes. Isso, sem dúvida, desperta interesse pela leitura”, explica a Directora de Serviço Municipal de Bibliotecas e Arquivo, Cristina Manguele.

Facebook Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.