Cineasta alerta que jornalistas não estão preparados para evitar Covid-19

Cineasta alerta que jornalistas não estão preparados para evitar Covid-19

- in Opinião, Televisão

Por: Milagres Zacarias Cupula

Lamentavelmente o que está a acontecer é um acto de imprudência total por parte dos nossos compatriotas que se mobilizam todos os dias em busca de informações para o povo. Em Nampula, por exemplo, os órgãos de comunicação social se comportam como se estivessem imunes a propagação do vírus. Os jornalistas ainda se acham VIPs como se tivessem livre acesso as reuniões, seminários, festas e celebrações (aquele hábito de estar lá sem ser barrado).

Olha meus irmãos, se não há condições de trabalho, o favor de tirar umas férias e entrar em quarentena ou então siga as mínimas orientações para exercer a sua profissão durante esta pandemia.

Já não é tempo de andar de gabinete em gabinete, de seminário em seminário, workshop para outro em busca de sobrevivência. Infelizmente, alguns usam seus próprios telemóveis para gravar as entrevistas (este que ficam a menos de 10 cm da boca do entrevistado);

Alguns orgãos de comunicação ( aventureiros) somente teem um único microfone com o cone para si e para o entrevistado;

A distância entre os jornalistas durante as colectivas de imprensa ou entrevistas não passa de 20 cm entre si; Os microfones e equipamentos não são esterilizados;

A Direcção do orgão para qual trabalham não teem recursos para fornecer mascaras aos seus colaboradores.

Ainda ontem, vi na TV um microfone da TVM envolvido em um saco plástico trasparente (Parabéns pela iniciativa), mas e os outros?

Para mim, o governo deveria orientar a suspensão imediata de coletivas de imprensa feitas presencialmente, optando, assim, pelo repasse de informações à distância, por meio de notas, e-mails, ou mesmo, através da realização de teleconferências.

Irmãos, ninguém vai ser mais herói que o outro só por morrer por COVID-19 em exercício desta nobre profissão. Você é jornalista, saiba que ao realizar as entrevistas sobre COVID-19 ou qualquer outra matéria de interesse geral, você também esta em risco.

Outros pais países suspenderam as entrevistas presenciais e recorrem a outros métodos para contactar as diversas fontes, e nos?

DEIXO AQUI ALGUMAS DICAS PARA SALVAR A CLASSE JORNALÍSTICA MOÇAMBICANA.

  1. Trabalhe de casa se puder;
  2. Em redações, higienize a mesa de trabalho todos os dias com álcool líquido 70%;
  3. Lave as mãos regularmente por no mínimo 20 segundos;
  4. Realize entrevistas presencialmente somente se necessário;
  5. Mantenha distância de no mínimo 1 metro com as pessoas;
  6. Utilize dois microfones e higienize-os com álcool e toalha descartável;
  7. Higienize todo o equipamento com álcool;
  8. Mantenha equipes de duas pessoas no máximo nas entrevistas;
  9. Opte por locais com pouca circulação de pessoas;
  10. Use máscara cirúrgica se for entrevistar pessoas aleatórias nas ruas; descarte a máscara depois.

Facebook Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *