Carta aberta: Aos Produtores de Conteúdos para Televisão em Moçambique

Carta aberta: Aos Produtores de Conteúdos para Televisão em Moçambique

- in Opinião, Televisão

Por: José Carlos Maria Xpião

Assunto: Produção de conteúdos

Pela primeira vez escrevo de forma específica aos produtores de conteúdos para Televisão, a nível do nosso país (Moçambique). Antes de rabiscar o pano do fundo desta carta, queiram receber as minhas calorosas saudações.

Ilustres, o país corre atrasado rumo à migração digital (Rádio & Televisão), para o vosso caso, trata-se do segundo ponto, interessa vos ilucidar sobre a criação de conteúdos, o que nos últimos tempos anda uma lástima, verdadeira vergonha.

Sou telespectador assíduo da Televisão moçambicana, faz parte da minha rotina diária espreitar a oferta dos canais nacionais, desde os mais antigos até aos novos, entre sinais abertos, mídias sociais, redes sociais e fechados.

Numa altura em que existem várias opções, aquela teoria que os comunicólogos e teóricos da comunicação chamam de “Usos & Gratificações”, ou por outra, comandar a sua grelha para satisfazer as suas necessidades, noto um paradoxo, pois raramente encontro conteúdos apreciáveis.

Meus caros, a Televisão moçambicana, está a ficar chata, cansativa, exaustiva, repetitiva, vulgar, irritante, caricata, lastimável, sem criatividade, quadrada e muito básica, no meu entender este cenário vai contribuir para a decandência da vossa, nossa mídia.

Carissímos, não faz sentido até hoje, por exemplo, acreditarem que programas de músicas são de cultura e ou entretenimento na sua totalidade. É um facto, que existem alguns ensaios e tentativas de fazer diferente, mas numa escala de 0-10, estão no número 3.

De Segunda à Sexta-feira, a música reina em todas as plataformas, muitas vezes são artistas que cantam muito mal, e se não, exibem plágios, francamente, como diria o Jornalista Clemente Carlos, situação demasiada complicada.

Há muita preguiça da vossa parte, sei que falarão de condições, salários ou sabotagens, e, provavelmente esses elementos podem contribuir para o vosso parasitismo, será que em todas as TV’s têm esses desastres?

Manos e manas, façam TPC, investiguem, estudem o que é produção, principalmente de conteúdos em Televisão, assistam programas nacionais, visitem também os canais internacionais, para tirar lições, com intenções claras de fazer algo útil e melhor.

Alguns só sabem copiar ideias de conteúdos, cenários, até nomes de programas, há muito exagero, mas vou recomendar certos pontos para mehorar, ora vejamos:

1. Criar encontros entre produtores de TV’s e programas diferentes, para discutir passos de criação de programas, conteúdos, temas, etc;

2. Estudar (seja de forma independente ou não), buscar conhecimento é sempre bom;

3. Fortificar relações e relacionamentos com pessoas diversas, um produtor deve ter muitos contactos;

4. Parcerias e memorandos com artistas (não falo apenas de músicos), e instituições diversas;

5. Explorar outras áreas para além da música;

6. Aceitar critícas e delas aprender algo;

7. Investir em conteúdos nacionais, algo que preste, não é para alinhar vossos amigos sempre;

8. Orientar os apresentadores e convidados (caso haja) para evitar sair da linha até ao ponto de perder-se;

9. Saber inventar e reiventar;

10. Pedir opiniões na colocação dos conteúdos, valorizar o trabalho em equipa.

Naturalmente que existem outros elementos que podem culminar numa boa proposta para conteúdos, em TV conta muito a criatividade, o auditório quando vê e ouve mesma coisa, sente-se enfastiado e saturado, afinal é cansativo acompanhar mesma coisa em todos canais.

Parafraseando o empresáro e PCA do grupo SOICO, Daniel David, Televisão é um bom negócio, mas deve ser bem feito. Concordo e, acrescento: Uma das partes chaves desse negócio é a produção de conteúdos.

Ilustres, quero agradecer pela atenção que quiseram emprestar para me acompanhar nestas entrelinhas que costurei para expor as minhas observações sobre este assunto que é debatido todos os dias nas redes sociaias, pelo crescente número de Televisões, porém qualodade de conteúdos, patavina, wooh!!

Facebook Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *