AZGO DIALOGAR reflecte sobre Cultura e Turismo em Nampula

AZGO DIALOGAR reflecte sobre Cultura e Turismo em Nampula

- in Eventos, Notícias
0

Mais uma vez a plataforma de debates integrado no Festival AZGO – AZGO DIALOGAR – escala outros espaços do país para discutir a produção artística e cultura. Nampula é desta vez o ponto escolhido, fora da capital moçambicana, que vai acolher este evento organizado pela Khuzula com o financiamento da União Europeia e da Osisa.

O AZGO DIALOGAR, terá lugar no dia 19 de Setembro de 2018, na Universidade Lúrio (UniLúlio) na Ilha de Moçambique e como de referência pretende reunir gestores culturais e artistas em um dia de debates sobre matérias ligadas à música, gestão cultural, turismo e desenvolvimento através das artes. Neste encontro na Ilha de Moçambique , o AZGO DIALOGAR terá como oradores personalidades influentes e com experiência comprovada em produção, promoção, gestão cultural e turismo.

Segundo um comunicado de imprensa enviado ao Moz Entretenimento, o primeiro painel tem como tema: “As artes e a música na cena cultural de Nampula”, visando a troca de experiências sobre as possibilidades de apoio a eventos e produção artística, a criação de redes entre artistas e espaços na cidade e região e o papel do governo municipal e provincial no desenvolvimento da arena artística e do mercado tendo como alguns oradores Camilo Cuna, docente da UniLúrio, o jornalista cultural Jorge Máquina, o escultor Pekiwa ,  artista Justino Cardoso da Xilogravura/Banda desenhada .

Neste painel, pretende-se levantar e levar aos participantes importantes questões sobre o que mais preocupa os fazedores de arte e cultura, a componente de acesso a apoios, mas também a importância do trabalho em rede e aposta na qualidade artística.

No segundo painel a ser orientado pelo Salemane Ali “Dj Bobo, representante da Bobosound, João Salavessa Academico da UniLúrio, Lisa Teran escritora ,do Festival Fim do Caminho ,Cremildo Manhiça ,musico/promotor –Associação Tchakare,Claudio Chivambo ,promotor –Marcha Hip Hop e Quito Tembe da plataforma Kinani, tem como tema: “Festivais e eventos culturais em Nampula: o caminho a seguir”.

Este painel vai, essencialmente, debater a visão geral dos principais eventos da cidade e província de Nampula e seus objectivos, a rede de profissionais do sector e as perspectivas de melhoria técnica e gestão, assim como as iniciativas artísticas podem impactar o turismo na região, explorando e valorizando as identidades do povo de Nampula.

Por último, o terceiro painel terá como tema “Cultura como factor de Desenvolvimento: Diálogo Mafalala vs Macuti” e os subtemas “contextualização histórica da Ilha de Moçambique e seu potencial para o turismo cultural”, tendo como orador Celestino Siane ,da Mincultur –DNPC, “Identificação de actores culturais locais relevantes” a ter como orador Hafiz Jamu ,lider comunitario na ilha de Moçambique e Fauzia Jamu,da associação ilha de Moçambique. Para este painel estão ainda convidados Ivan Laranjeira da Associação IVERCA que irá partilhar experiências do trabalho desenvolvido no bairro da Mafalala e Moussa Elkadhum Djaffar, da UNESCO em Moçambique que irá falar sobre o processo de atribuição da Ilha de Moçambique o título de Património da Humanidade pelas Nações Unidas.

Facebook Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may also like

Paulo Chibanga, director do Festival AZGO, participa no WOMEX 2018

O director do Festival AZGO, Paulo Chibanga, a