Autism Groove promove concerto a partir de sons de crianças autistas 

Autism Groove promove concerto a partir de sons de crianças autistas 

- in Eventos, Notícias

A banda moçambicana, Autism Groove, promove este sábado um concerto de jazz na Matola, denominado Live Jazz, que terá lugar no Bela Vidas Vilas & Shopping, na Matola-Rio, às 16h00, na qual pretende proporcionar momentos de boa música feita a partir dos sons, choros e falas de crianças autistas.

Sendo que uma criança autista tem uma forma diferente de chorar e de imitir sons no geral, a banda explora as diferentes variações sonoras. Por exemplo, há uma música da banda chamada “Bicos dos pés”, que imita o som que uma criança faz quando anda, entre outras formas de incorporar os sintomas do autismo na música.

É um espectáculo de uma dimensão plural, feito para todos aqueles que apreciam boa música, sobretudo o jazz. E é recomendável a crianças a partir dos 12 anos, pois o concerto reúne sonoridades suaves para a toda a família, como forma, também, de sensibilizar o público sobre o autismo.

Segundo o comunicado de imprensa enviado à Moz Entretenimento, são chamados ao palco artistas (já) conhecidos na esfera do jazz em Moçambique. Stélio Mondlane, na bateria, Dudu Stalini, na guitarra, Thapelo Motshegue, no teclado, e Albano Gove, no viola baixo, é o quarteto que compõe a banda Autism Groove, que conta com a direçcão executiva de Stélio Mavimbe.

Mas antes sobe ao palco Fearless Souls, uma banda recentemente formada que actua no jazz. Composta por Albano Gove (baixo), Vando Infante (bateria), Lívio Monjane (teclado), Mahú Mucamisa (saxofone) e Roberto Chitsondzo Jr. (guitarra), propõe novas experiências no cenário jazz moçambicano.

Autism Groove é um projecto criado há cerca de três anos, já tem cerca de 60 músicas gravadas em estúdio. Ainda não concretizou as suas criações em álbum, mas não reclama de boas músicas. Os seus convidados são disso prova: o músico norte-americano Andy Narell, com créditos conhecidos a nível global e o artista moçambicano Jimmy Dludlu, para além de Stélio Mondlane e Thapelo Motshegue, que actuam como produtores da banda.

De acordo com Stélio Mavimbe, Autism Groove é um projecto com um impacto positivo, considerando as reações que tem recebido do público. “Já é a terceira vez que o Autism Groove vai para o palco, e a resposta que recebemos é bastante positiva, por exemplo, temos muita gente que nos pede para lançarmos o CD e, por acaso, já estamos a trabalhar nisso”, considera.

Stélio Mavimbe é pai de uma criança autista e é fundador da Associação Moçambicana de Autismo (AMA), organismo que tem como principal objectivo promover o autismo nas comunidades e, sendo um activista social, sente-se na responsabilidade de poder contribuir na promoção do autismo nas comunidades.

Mais do que uma banda, Autism Groove é um projecto que se centra na divulgação do autismo através da música, ao levar alguns sons produzidos por crianças autistas como base para a produção das suas músicas.

De referir que o autismo é um problema psiquiátrico que costuma ser identificado na infância, entre um ano e meio e os três anos, embora os sinais iniciais às vezes apareçam já nos primeiros meses de vida. O distúrbio afeta a comunicação e capacidade de aprendizado e adaptação da criança.

Facebook Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.