A congratulação do Kiba The Seven em “97”

A congratulação do Kiba The Seven em “97”

- in Música, Notícias, Opinião

O jovem moçambicano e rapper, Kiba The Seven, juntou vozes como Djimetta, Hernâni da Silva, Mark Exodus, Valentino de la Vega e Dawny, e lançou nesta semana o seu novo projecto musical intitulado “97” com um total de seis faixas.

Setembro é pintado anualmente de amarelo como o mês da luta e prevenção ao suicídio, que possa ser causado pela depressão, e em resposta a esta luta, está em primeiro lugar a faixa “Muita Cena”, um desabafo, se assim pode-se afirmar, do Kiba sobre a depressão ou frustração, baseando-se em factos que muito tem o incomodado a cada dia que vai conquistando o seu espaço na arena do rap moçambicano, o jovem partilha que há muita cenas (muitas coisas) que não são reveladas sobre a depressão e apenas quem sofre pode explicar. Seguindo está a faixa Agitadoras, onde ao lado de Tykid e Mark Exodus pede para com que as mulheres tenha-se atenção aos conselhos das amigas sobre sua relação pois, nem sempre quem esta por perto quer a sua felicidade.

Se por um lado, o jovem tenta explorar assuntos ligados a fama, decepções e depressão/frustração, por outro, através de “Trap” (c/ Dawny) e “Tuita” (c/ Djimenta & De La Vega) tenta mostrar as suas habilidades numa intimidação a outros new commers (novos talentos), e talvez não, ao género “Trap” (subgénero do Rap/Hip-hop).

No fim, em lenda, com o Hernâni da Silva, a única voz que o Kiba The Seven respeita no Rap Moçambicano, o mesmo assume que “se eu morro agora eu viro uma lenda”, e em peso ou num olhar clínico está o facto de o jovem ter conseguido uma música com Hernâni, como também pela notoriedade que esta alcançando no mercado musical moçambicano.

Facebook Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *