5.ª Edição da Semana de Cinema Africano Moçambique

5.ª Edição da Semana de Cinema Africano Moçambique

- in Eventos, Notícias

A Associação Amigos do Museu de Cinema em Moçambique (AAMCM), com o patrocínio oficial da MultiChoice Moçambique, realiza de 27 de Fevereiro a 04 de Março de 2020, a 5.ª edição da Semana de Cinema Africano Moçambique. Trata-se do maior evento anual de exibição de filmes africanos contemporâneos de ficção, de longa-metragem, no país.

Depois de quatro edições realizadas entre 2013 e 2016, o evento ressurge em 2020, com a 5.ª edição e o mesmo propósito de sempre – dar a conhecer as linguagens e a cinematografia do continente.

Estão agendados no programa principal desta edição sete filmes, seis dos quais em estreia nacional, além da exibição de três clássicos do cinema moçambicano, conversas com realizadores e masterclasses.

Na cerimónia de abertura, marcada para a 27 de Fevereiro, numa sessão de “tapete vermelho” no Cinema Scala, em Maputo, teremos oportunidade de ver “AvóDezanove e o Segredo do Soviético” do realizador moçambicano João Ribeiro, uma adaptação da obra homónima do escritor angolano Ondjaki, que segue depois para as salas comerciais. O filme cujo enredo decorre nos anos 80, retrata uma história de amor e a relação profunda que as pessoas estabelecem com o espaço em que vivem e conta com um elenco de luxo, conhecido pelo nosso público. Para além de três jovens actores em estreia absoluta, podemos ver Ana Magaia, Mário Mabjaia, Anabela Adrianopoulos, Adelino Branquinho, Cândida Bila e Filimone Meigos.

Ora, se as portas serão abertas com uma aguardada estreia, já a encerrar estará uma produção independente que já conquistou o público, o filme “Resgate”, de Mickey Fonseca.

Pelo meio, cinco filmes serão exibidos no Centro Cultural Franco-moçambicano (CCFM), nomeadamente,“Mak’ila” com a presença da realizadora congolesa Machérie Ekwa Bahango; “Rafiki”, da queniana Wanuri Kahiu; “T-Junction”, do tanzaniano Amil Shivji, com a presença especial do realizador, “Vaya”, do nigeriano Akin Omotoso e “Ilha dos cães” do luso-angolano Jorge António.

Nos dias 02, 03 e 04 de Março decorre a exibição do Programa de Clássicos, com três filmes que marcam a história do cinema moçambicano, fruto de uma parceria com o INICC que devolve ao público, na tela gigante do Cinema Scala “O vento sopra do Norte”, “Tempo dos Leopardos” e “Deixem-me ao Menos Subir às Palmeiras”, este último, com a presença do realizador Lopes Barbosa.

Nas mesmas datas, três Masterclasses para profissionais e estudantes de cinema, duas delas integradas na iniciativa de incentivo à formação de novos autores africanos denominada MultiChoice Talent Factory, trazem especialistas internacionais em produção/distribuição e som Dolby, novamente no CCFM, gratuitas mas com lotação limitada.

Enquanto isso, um programa académico de conversas com os realizadores Amil Shivji (Tanzânia), Mickey Fonseca (Moçambique) e Machérie Ekwa (RD Congo), decorre no Auditório da Faculdade de Letras e Ciências Sociais da Universidade Eduardo Mondlane.

Por fim, completa a programação do evento a Walking Tour das Salas de Cinema da Baixa, que vai proporcionar uma visita guiada às salas do África, Gil Vicente e Scala, no dia 29 de Fevereiro, pela manhã (apenas por marcação).

De realçar que toda a programação da 5.ª Semana de Cinema Africano Moçambique é de acesso gratuito.

Facebook Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *