Houve “Reticências do Design em Moçambique” – Design Talk

Houve “Reticências do Design em Moçambique” – Design Talk

- in Notícias
0

“Reticências do Design em Moçambique” foi o título escolhido para o grande lançamento da iniciativa de Design Talk, na passada quinta-feira (29/06), que tem como objectivo a promoção de debates, pesquisas, inovação e criatividade sobre Design em Moçambique. Este projecto também pretende contribuir na divulgação desta ciência dentro do meio académico e fora.  Também é um dos objectivos do Design Talk a partilha de experiência entre diferentes profissionais nacionais e internacionais.

Este evento contara com um painel de grande profissionais da área a destacar o docente, designer e também pintor plástico Sérgio Langa, que tomado a dianteira iniciou a sua apresentação perguntando o que seria Design, onde recorreu ao tempo colonial e pós colonial descrevendo deste modo a manifestação do design nos periódicos (Jornais) do tempo, onde por sua vez era clara a existência de profissionais, todavia com a libertação do povo moçambicano assistia-se a decadência do “design em moçambique”, nascendo deste modo o design moçambicano através de caricaturas nos jornais e outras formas que expressavam o design moçambicano.

E ainda na senda de apresentações o co-fundador da Keeto estúdio criativo e professor universitário, Cláudio Mangujo destacou a diferença entre  designer e manuseadores de ferramentas de design, pois segundo ele é preciso muito mais o conhecimento da ciência dos signos a semiótica para que os signos criados consigam por si só comunicar porque este é o objectivo final do design. Em uma outra abordagem o Brasileiro, fotógrafo jornalístico e criador de conteúdos que já intitula-se moçambicano, Dinho Lima que moderava o debate trouxe a ribalta aquilo que neste tempo que tem trabalhado em África e precisamente em Moçambique tem visto como verdadeiro design moçambicano, onde segundo ele pode ser visto desde à construção civil, nas artes plásticas de renomados artistas como Chissano, assim como o já falecido o pintor Malagantana.

Lima, afirmara que ali sim  reside o que se pode designar de verdadeiro design de moçambique porque estas artes carregam consigo aquilo que é uma história de um povo, e o que seria o design se não o modo de viver de um povo.

Enfim assim  completava-se as reticências deixadas pelo que se pode designar design em Moçambique, onde por sua vez os fundadores desta iniciativa mostraram a sua gratidão aos seus convidados no geral e em particular atribuíndo certificado de participação aos oradores, e prometeram que o Design Talk veio para ficar e quem não esteve perdeu sim uma secção e não a iniciativa no geral pois ainda haverá mais encontro para debates.

Texto: Custódio João Come

Facebook Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may also like

Lançada a primeira oficina de Design Editorial & Inovação organizada pelo Design Talk

Realizou-se na última quarta-feira (06/09) no Instituto Superior