Rap Moz All Star 2016 marcado de muito Hip-Hop e emoção

Rap Moz All Star 2016 marcado de muito Hip-Hop e emoção

- in Eventos, Geral
1

O Coconuts acolheu no sábado do dia 19 de Novembro a primeira edição do Rap Moz All Star, que é um evento que visa juntar os rappers moçambicanos que se destacaram durante este ano.

O Moz Entretenimento esteve no evento e registou tudo, o show começou a partir das 18 horas com Dj Júnior como Mc que chamou Kadabra Mc para animar os amantes do Hip-Hop nacional que se fizeram presentes no local com algumas barras de improviso, logo depois Azagaia subiu ao palco ao som da “Música de intervenção rápida”, fazendo o público vibrar, o rapper ainda cantou a sua nova música intitulada “Minha mesa” e despediu com o tema “Vampiros”.

show-do-rap-moz-all-star-38

Cerca de 30 minutos depois, Emerson Miranda, Mc oficial do evento, subiu no palco soltando algumas barras, este por sua vez voltou a chamar Kadabra Mc que por sua vez “conquistou uma moça da plateia” em jeito de Freestyle, logo depois cantou o seu hit intitulado “Toga gente sabe” e toda gente mostrou que conhece a música o ajudando a cantar, quando pessoal já não aguentava de tanto rir, Kadabra Mc fez um Freestyle educativo e para terminar fez um improviso mostrando como seria sua luta com Paizão.

show-do-rap-moz-all-star-49

Dando continuidade ao show, Big Boss chamou o “filho da tia Chandinha” para encantar o publico e Slim Nigga cantou suas novas músicas “Izarael”, “Guebas e Chande” e como não podia faltar, não deixou para trás o seu maior êxito “Pais do Pandza”, bateu um Freestyle e depois cantou algumas músicas do Pontas de Lança.

show-do-rap-moz-all-star-66

O calor já se fazia sentir no Coconuts e Emerson Miranda chamou o dono da “melhor r&b de 2016”, Case Buyakah que curiosamente entrou ao som da MLP (9 e Bilimbao) e começou a sua actuação cantando uma música que enaltece o seu bairro “Alto Maé”, e ainda mostrou que não é matreco cantando a música intitulada “Matreco”, Case convidou ainda o rapper Son Z para fazer “Bagunça” no palco e cantar seu hit “Filho do Zulo”, para além disso Case cantou uma nova música “Tou na via” e “Não dá sinal não liga” foi a última interpretada pelo rapper.

show-do-rap-moz-all-star-74

Para quem pensava que era tudo, Emerson Miranda chamou o “Jay Z de Moz’, Kara Boss, que subiu o palco cantando a música “1001 formas de morrer” seguido de “Blue Magic” e alguns clássicos.

show-do-rap-moz-all-star-82

Depois da actuação de Duas Caras, o publico teve a honra de assistir um vídeo do Rap Moz All Star que conta com participação de alguns rappers da praça mostrando seu potencial de barras, rimas e skils.

O publico já estava render com o show, quando Bander e Dygo entraram no palco com uma performace muito energética e cantaram algumas músicas representando os 10 Mandamentos e inclusive deram cheirinho da sua nova música e interpretaram alguns temas particulares.

show-do-rap-moz-all-star-92

A Sameblood com “Os primos” também marcaram a sua presença com uma perfomance diferente cantando músicas como “Aqui ninguém me dá viagem”, “TCTD”, “Maria” e ainda mostraram o seu potencial a nível individual soltando algumas barras.

show-do-rap-moz-all-star-95

Mais uma vez o show foi interrompido para se assistir a segunda parte do vídeo “Rap Moz All Star” com participação de outros rappers.

show-do-rap-moz-all-star-107

Quase no final do show, o grupo responsável pela organização do Rap Moz All Star, Classic la Familia, subiu ao palco ao estilo de Hollywood cantando a música “De nós para vós” e ainda levantou o astral do público cantando “ahooza” ao lado de Cizer Boss.

A actuação da dupla foi interrompida para entregar o prémio carreira ao locutor Helder Leonel pelo seu contributo ao Hip-Hop nacional, porém este não se encontrava no local e coube ao seu irmão, Kloro receber a estatueta. O show continuou, a dupla cantou a música “Sou de Moz” e ainda falou da polémica com MLP, “Barras na sua cara”, “Run Nigga” são algumas músicas que Classic la Familia cantou. No final, Allan viu Helder Leonel e este foi receber o prémio e agradeceu a Classic La Familia pela iniciativa.

Todos as estrelas do Rap Moz já haviam actuado, Emerson Miranda voltou a chamar Kadabra Mc para despedir com mais um Freestyle de improviso e ainda desafiou Plutónio, o convidado do show para um berro, mas este não aceitou.

show-do-rap-moz-all-star-20

A “bacela” do show, Plutonio subiu ao palco interpretando alguns faixas do novo álbum “Preto & Vermelho” como “Tas armado”, “2765” e público implorou pela musica “Orgulho” como se tivesse adivinhado que seria o próximo tema a ser cantando pelo rapper, Plutónio falou desta música e disse que foi baseada em factos reais, e ainda disse que não gostou da brincadeira feita pelo Kadabra, este pediu desculpas e o show continuou ao som de “última vez”.

Plutónio surpreendeu ao oferecer muitos CD’s do álbum “Preto & Vermelho” para o público e depois deu por encerado o show, desejando continuação de uma boa curtição para todos.

Assim foi a primeira edição do Rap Moz All Star onde os amantes do hip-hop se deliciaram com muitas  músicas boas de Hip-Hop e muitas barras.

Facebook Comments

1 Comment

  1. Pingback: Plutonio - A grande revelação do último álbum de Anselmo Ralph - Moz Entretenimento

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may also like

Mc Burla lança nova mixtape intitulada “Essa cena é nampwatho”

O rapper moçambicano Mc Burla lançou nesta sexta-feira