Os sobreviventes do Festival Tropical Zouk

Os sobreviventes do Festival Tropical Zouk

- in Top
0

Por: Bernado Arlindo Mabjaia

Revisão: Daniel Nhabetse

Não há dúvidas que o Festival Tropical Zouk é um verdadeiro movimento de exaltação do estilo “Zouk” a nível nacional e da lusofonia, desde a sua primeira edição no ano 2012, a organização tenta trazer uma diversidade de músicos provenientes de vários cantos do mundo, a destacar França, Angola, Cabo verde, Costa de Marfim e Moçambique, o anfitrião.

Durante as 5 edições que se passaram existe uma série de artistas (nacionais) que de forma sucessiva ou quase sucessiva não faltaram neste grande encontro dos melhores. Abaixo veja o top 5 desses artistas:


Na última posição deste top, encontram-se artistas como Eurídse Jeque, Abuchamo Munhoto, Cláudio Ismael, Switt, Slowlly e Mimae, todos fazedores do estilo tropical, mas cada um com uma identidade típica, quase que inconfundível. Em ternos de participação estes artistas estiveram somente em no máximo duas edições do festival.

A cantora Euridse Jeque e o Abuchamo Munhoto estiveram presentes nos anos 2015 e 2016, Cláudio Ismael 2015 e 2017, Mimae 2012 e 2014, Slowlly 2013 e 2015 e por fim Swit nos anos 2014 e 2015.


Na quarta posição encontra-se Humberto Luís, um músico que ficou conhecido após lançar o seu grande êxito intitulado “Você não vale nada”, desde então nunca conseguiu parar, “é descrito como sendo um músico simpático, sorridente, e humilde”. As histórias do dia-a-dia que lhe inspiram param a composição das suas músicas valeram-lhe o certificado de mérito por parte do Ministério da Juventude e Desporto pelo seu contributo na construção de uma sociedade cada vez melhor. Em termos de participação no festival tropical zouk, ele conta com três grandes participações e uma agendada para a edição 2017, onde se espera uma prestação cheia de surpresas.


Sem dúvidas neste top não poderia faltar Valdemiro José, o dono das memoráveis músicas “Quem é essa Mulher” e “Tá- se Mal”, Vj é um homem inconfundível, pela sua voz, mas sobretudo também pela sua forma de ser e estar. Músico da província de Zambeze localidade de macuse distrito de Namacurra, veio a Maputo para participar de um Reality show no qual apesar de não ter sido um dos vencedores considera que foi uma grande escola. Está no festival zouk desde a primeira edição (2012), e apenas não participou na quarta (2015), e não teremos o prazer de vê-lo igualmente, nesta Sexta edição (2017).


Em termos de participação Vj tem um “concorrente”, chama-se Nuno Abdul ou simplesmente “Dez zero”, assim como Vj, também é fruto do Fama show, onde chegou à final, ocupando a sétima posição em 30 participantes.

Nuno Abdul, para além de cantor era apresentador de televisão, tendo passado pela Stv e pela Gungu tv nos anos 2010 e 2013 respectivamente, em 2013 a sua carreira superou as expectativas, pois vários dos seus trabalhos foram nomeados para as diversas categorias do MMA (Mozambique Music Awards). Foi também o ano da internacionalização da sua carreira, tendo começando pela Italia. Participou no Festival Tropical Zouk pela primeira em (2012), segunda (2013), Quinta (2016) e espera- se uma belíssima actuação na 6ª edição (2017).


Na primeira posição nada mais nada menos que a mãe da recém-nascida Princesa “Aduke”, estamos a falar da Júlia Duarte. Uma cantora que ganhou fama nacional e internacional com a música “All I Need”, uma das poucas artistas com sucesso que ainda reside na cidade que lhe viu nascer, Beira, autora de vários êxitos a destacar: “Mal necessário”, “Erraste no Alvo”, “Meu amor Meu Herói” entre outros. As suas músicas são inconfundíveis, com uma voz que agrada ao ouvido e ao coração, Júlia Duarte mulher linda, simpática.

Vencedora de vários prémios a destacar a gala Vibratoques onde a cantora arrecadou dois prémios: Melhor Artista Feminino e Melhor Artista Tropical respectivamente. É a única artista que participa desde a primeira edição do festival tropical zouk (2012- 2017).

Razão mais que suficiente para receber o título Rainha do FESTIVAL TROPICAL ZOUK

Facebook Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may also like

Turnê da Edmázia Mayembe chega a Moçambique

Após ter participado recentemente no Festival Tropical Zouk