Oliver Style celebra 20 anos de carreira

Oliver Style celebra 20 anos de carreira

- in Eventos, Geral
0
COM sete álbuns editados, o músico moçambicano Oliver Style vai celebrar no sábado os seus vinte anos de carreira com um “show” de apresentação do álbum “20 Anos de Carreira”.
O espectáculo terá lugar no campo da Mafalala (Xicampanine) e contará com a presença dos músicos Mr. Bow, Mabermuda, Edú,Tabasily, Lourena Nhate, entre outros.  
Foi no princípio da década de 1990 que Oliver Style ganhou o gosto pela arte de cantar, influenciado pelo seu irmão Timóteo Mazoio (já falecido), líder da banda Ligadja La Ntsondzo.  Oliver Style começou cantando rap em changana, no agrupamento Black Niggaz, tendo lançado, em 1993, o “hit” “Curtição Hidzoledzo”. E até hoje se orgulha de ter sido um dos primeiros músicos a gravar este género musical.
 Depois disso nunca mais parou e foi gravando outros êxitos noutros estilos musicais, com destaque para “Timbuia Tanga”, “Xidosana”, “Kamina Kamina”, que mostraram uma sua nova faceta. Este músico viria a deixar de fazer rap para cantar marrabenta, motivado pelas tendências do mercado discográfico nacional.  
“Mudei de estilo por força do mercado. Na altura em que comecei a cantar tínhamos de andar atrás das editoras e fazer o que elas queriam. Às vezes éramos obrigados a deixar os nossos gostos de lado para agradar às editoras e assinar um bom contrato”, lembra-se o músico. 
Oliver Style diz-se feliz pela mudança que fez no estilo musical e acredita que, se tivesse insistido no rap, não seria o artista que é hoje e afirma: “da marrabenta ninguém me tira”.
Ele é também famoso pelo teor das suas letras, sempre feitas com duplo sentido, numa estratégia que lhe vale muitos elogios mas também críticas. Entretanto, o artista afirma que não irá mudar a sua forma de fazer música porque o uso da metáfora já é uma marca pessoal.
O álbum que vai apresentar no sábado contém 16 faixas musicais, algumas das quais já conhecidas, como é o caso de “Curtição Hidzoledzo”, “Timbuia Tanga”, “Wanitsamela” e as novas “Facebook”, “Fofuxa” e “Mayayani”.
NEM TUDO FOI UM MAR DE ROSAS
APESAR de ser um músico de sucesso, nem tudo foi um mar de rosas na carreira artística de Oliver Style. Teve momentos áureos e dignos de lembrar, como foi quando ganhou um disco de ouro e outro de platina e os prémios de “Músico Revelação” e “Melhor Marrabenta”.
Foi uma época que o músico lembra com alegria, mas também com desapontamento para consigo mesmo. “Editoras como a Vidisco e Sons de África proporcionavam boas condições para os músicos, mas muitos deles, como eu, esbanjávamos o dinheiro sem nenhuma perspectiva futura. Hoje, a maioria dos meus colegas está na miséria e sem rumo. Eu também já estive nessa situação, mas graças a Deus fui salvo a tempo e hoje estou bem”, diz Oliver Style.
O artista lamenta o facto de muitos músicos da sua geração não usarem devidamente o dinheiro que ganham da venda de discos e espectáculos, e aponta também a falta de união entre eles como um dos factores que contribuem para que a música moçambicana não desenvolva.
“Muitos de nós temos vergonha de ir à escola ou arranjar um terreno e construir uma casa. Acomodámo-nos na época em que as editoras e labels pagavam a renda, alimentação e outros benefícios, e hoje já não conseguimos pagar as nossas contas pessoalmente”, lamenta o músico.  

Siga o nosso blog e fique bem informado.

Facebook Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may also like

Jeckcy feat. Dygo Boy- Vamos Conversar ( Vídeo oficial )

Assista o mais recente vídeo clipe da cantora