Moçambicano Dário Mungoi conta-nos sobre a sua participação no Google I/O pelo 3º ano consecutivo

Moçambicano Dário Mungoi conta-nos sobre a sua participação no Google I/O pelo 3º ano consecutivo

- in Entrevistas
0

Google I/O 2018 — Resumo

Durante a última semana, tive a oportunidade de estar na Califórnia para participar do Google I/O 2018.

Esta foi a terceira vez que fui a “Bay Area” pelo mesmo motivo nos últimos três anos. No meu primeiro ano, tive a oportunidade de gravar um video recap(Assista aqui) onde mostrei parte minha viagem a partir de Moçambique até o segundo dia do Google I/O em 2016.

Porque este ano não andei com uma câmera para cima e para baixo, decidi escrever este post e espero poder de forma muito breve contar sobre o como foi a semana do I/O 18.

Android GDE Meetup

Diferente dos I/O’s anteriores em que participava do Google Developer Groups global summit ao lado de organizadores de todo o mundo, este ano participei do mini summit organizado exclusivamente para Android GDEs que aconteceu no dia anterior ao Google I/O.

O programa Google Developers Expert(GDE), é um programa criado pelo Google com o objectivo de reconhecer pessoas com excelente proficiência técnica e paixão por partilhar com a comunidade de desenvolvedores sobre uma determinada tecnologia do Google através de blog posts, palestras e outras actividades.

Tive a oportunidade de ser nominado, passar pelo processo de entrevistas e em 2015 tornei-me no GDE mais novo no mundo e o segundo GDE para a categoria de Android em África.

Fazer parte do programa de GDE’s é uma honra e vem com muitos benefícios como poder interagir directamente com os engenheiros do Google, acesso a novas tecnologias e oferecer a minha opinião antes mesmo destas ferramentas serem disponibilizadas para os desenvolvedores a volta do mundo.

Durante todo o dia de da segunda feira(7 de Maio), estive em uma sala ao lado de outros GDE’s para Android e tivemos a oportunidade de aprender com os diferentes engenheiros do Google sobre várias das ferramentas anunciadas durante o I/O no dia seguinte.

Google I/O — As Novidades

O primeiro dia é normalmente o melhor dia durante a semana do IO. Isto porque neste dia, principalmente no período da manhã, todo mundo está super animado e cheio de energias para ouvir sobre as novas tecnologias e ferramentas que a Google esteve a trabalhar durante o ano anterior.

Apesar do keynote principal ser só as 10 horas de Mountain View, o dia começa muito cedo pois sempre existe uma fila enorme para entrar no Shoreline Amphitheater.

A fila existe, porque o bilhete de admissão a conferência normal não oferece lugares reservados e todas as pessoas querem poder sentar em um bom lugar(próximo ao palco) durante o keynote(Felizmente por causa do GDE program tive acesso a um lugar reservado perto do palco ).

Tirando o facto de ter quase 7000 pessoas a tentarem entrar no mesmo sítio à mesma hora, o maior contribuinte para a fila logo cedo é o checkpoint de segurança para aceder ao local do evento que consiste em passar por um detector de metais e verificação de todas as pastas.

Apos passar pela segurança, fui tomar um cafe e comer uma sandes na area de comida e dirigi-me para o palco principal para assistir ao keynote principal.

Keynote principal

Acho que mencionei a palavra keynote algumas vezes e a esta altura deves te estar a perguntar sobre o que estou a falar. Basicamente keynote no I/O é uma apresentação onde mostram uma visão geral sobre o que foi construído no Google durante os últimos 12 meses após o I/O do ano anterior.

O keynote principal começa normalmente as 10 da manha e serve como forma de dar início aos 3 dias do Google IO. Este keynote é aberto pelo CEO do Google Sundar Pichai que depois deixa o palco para outros membros do Google fazerem um update superficial sobre o que eles tem trabalhado nas diferentes áreas.

Durante este keynote, os anúncios que mais me interessaram foram:

  • Android P Beta: Como era de esperar, o Google anunciou a versão beta da próxima versão do Android até então com o nome de “P”. A versão beta do Android P vem com várias funcionalidades novas que incluem uma nova forma de navegação baseada em gestos e ferramentas embutidas no sistema operativo para ajudar a diminuir o uso de algumas apps e melhorar produtividade dos utilizadores. (Se segues alguns dos meus posts no levelup  deves imaginar o quanto este anúncio me deixou feliz)
  • Google Duplex: O projecto Google Duplex consiste em utilizar o Google assistant para ajudar em tarefas como marcar consultas no cabeleireiro ou fazer a reserva de mesas para um restaurante. Basicamente, o Google assistant conseguiu ter uma conversa com um humano como se fosse um humano para marcar uma consulta no cabeleireiro a favor de uma pessoa. Muitas pessoas acharam a apresentação assustadora, mas eu estou extremamente animado com o tempo que vou poder economizar ao poder delegar uma assistente virtual para fazer este tipo de tarefas.
  • Google Maps: O Google maps foi atualizado e uma das novas funcionalidades consiste em poder ver uma imagem 360 graus do local onde te encontras para melhorar a experiência de navegar para um lugar novo utilizando o Google maps.
  • Material Design: O material design foi atualizado e agora tornou-se num sistema de design que permite mais flexibilidade e expressão de uma marca de forma consistente. Este anúncio veio acompanhado de novas bibliotecas de componentes e ferramentas para poder implementar material design em aplicações para a Web, iOS e Android.

Developer Keynote

O developer keynote, tem o mesmo formato que o keynote principal mas está mais focado em anunciar novas ferramentas que vão ajudar desenvolvedores a criar serviços como os que foram anunciados no keynote principal.

No developer Keynote deste ano, os anúncios que me deixaram muito animado foram:

  • Android Jet Pack: Um conjunto de bibliotecas para facilitar no desenvolvimento rápido de aplicações para Android. Escreverei um post dedicado ao Android JetPack mas por enquanto podes ler um pouco mais sobre o que está nesta biblioteca aqui.
  • Android App Bundles: App bundles é um novo formato de upload de aplicações para o Google play store em que todo o código e recursos são armazenados no Google play console. 
    O Google play console console por sua vez será responsável por compilar e distribuir o APK de forma dinâmica. 
    Isto vai garantir que o APK de uma aplicação seja muito menor pois no momento em que o utilizador for baixar a aplicação, o play store saberá sobre a configuração do dispositivo e vai gerar um APK que só tem recursos para satisfazer a configuração existente. Falarei mais sobre App bundles em um post separado mas podes saber muito mais aqui.
  • Android Studio 3.2: O Android Studio(Ambiente de desenvolvimento para aplicações para Android) foi atualizado e vem com várias funcionalidades para facilitar a vida dos desenvolvedores. Para mim as que mais me interessam são a nova forma de definir a navegação entre os diferentes funcionalidades de uma aplicação e as ferramentas para ajudar a monitorar o uso da CPU, memória e bateria.

Google IO — Para além de palestras

Para além de palestras e workshops, o Google IO é um evento extremamente social e divertido.

Porque todas as palestras são gravadas e disponibilizadas no youtube, tento utilizar o meu tempo no Google IO para conhecer novos developers e interagir com as equipes do Google que criaram algumas das ferramentas e tecnologias que foram anunciadas nos Keynotes.

O primeiro e o segundo dia do Google IO são encerrados com um festival e um concerto respectivamente.

Durante o festival do primeiro dia, todas as tendas em que as palestras aconteceram são transformadas em diferentes espaços de lazer. Este ano, durante o festival, assisti uma apresentação de magia, fiz sumo wrestling utilizando uma roupa do “Android” aprendi a fazer algodão doce, e outras actividades muito divertidas.

No fim do segundo dia, assisti o concerto das bandas de música electrónica Justice e Phantogram. Fui ao concerto sem grandes expectativas pois o concerto de 2016 foi o meu DJ favorito(Kygo) e não esperava que estas bandas fossem oferecer uma performance melhor que a dele.

Felizmente fui surpreendido pela positiva e não só me diverti muito no concerto como fiquei viciado em algumas das músicas que ouvi.

Conclusão

Estou extremamente grato por poder ter participado no Google IO pela terceira vez e não só ter aprendido mais coisas mas também ter conhecido novas pessoas e ter me divertido muito com amigos que lá encontrei.

Espero que a partir deste post, possas ter tido uma ideia de como é o Google IO e que tenhas motivos para entrar neste canal do youtube, para assistir ao Keynote e todas as palestras existentes sobre os tópicos que te interessam.

Caso tenhas algumas questão ou um tópico que gostarias que falasse mais durante os próximos posts deixe ficar um comentário na secção de comentários abaixo.

Até o I/O 2019

Facebook Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may also like

Cantores mais procurados no Google em Moçambique – 2017

Os internautas usam diariamente o motor de busca