Melodias de Viver: as histórias de um amor não correspondido

Melodias de Viver: as histórias de um amor não correspondido

- in Música

Melodias de viver” é o nome do projecto musical ou extend play (EP) e colaborativo dos jovens moçambicanos Optional e Sir Lovely, ambos fazedores de estilos como Lo-fi e R&B, de um dos lados R&B contemporâneo e outro alternativo respectivamente.

Em cinco faixas (Some Drugs, Água Limpa, Poesia, Desprevenido e Me Apeguei a Ti), somos convidados pelos músicos a um encontro sem precedentes sobre histórias de um amor não correspondido, onde buscam descrever, juntando ritmo ao bom uso da voz, dos sentimentos e comportamentos característicos dessa fase ao que em conversa Optional conta que “todos já tivemos histórias de amores não correspondidos, mas com isso não deixamos de seguir em frente ou amar mais. Nem todos que amamos nos amam e isso é óbvio”, buscando através deste trabalho deixar ficar que: O amor não habita em corações alugados. Ao que apelidam o projecto de “Melodias de Viver”, porque “melodias nos tocam e tocamos os ouvintes tão bem” recuperando aqui um trecho da sua performance na faixa “Poesia”, e continua “vivemos a maioria de tudo que deixamos nas nossas melodias. As melodias foram feitas para serem vividas, por isso achamos conveniente apelidar como Melodias de Viver”.

Nesta viagem, cada título carrega uns sentimentos ou um estado de espirito que habita em tempos de amor não correspondido ou algo do género, há quem recorre algumas drogas (Some Drugs) para tentar se livrar de certos pensamentos, e as vezes só uma “Água Limpa” para esse livramento ou se calhar piorar a situação e relembrar o quão bom que foi o passado, ou então uma Poesia para perceber que tudo faz parte da vida e cada estrofe é uma estrofe, e nesses tempos ficamos tão Desprevenidos que é mais fácil Apegar-se a alguém que qualquer outra coisa.

O projecto teve como fases da sua concepção quando o Optional viu a actuação do Sir Lovely no 16 Neto (show do rapper Jay Arh) e por ter achado a mesma algo diferente de se ver, começou a idealizar algo colaborativo, e num desses dias viu-se consumindo o “Antídotos” primeiro álbum, digital, do Sir Lovely, ao que decide tirar a ideia de uma colaboração do papel:

decidi procurar saber mais dele e o resultado que encontrei foi fantástico, mas não tinha nenhuma ligação com ele e nem se quer sabia como chegar a ele. Mas graças ao Vicente Matsena ou Mr. Internacional (Amigo em comum) consegui o contacto dele, entrei em contacto e apresentei-lhe a música 26 de Maio, ao que gostou e me deu muita força por fazer o mesmo estilo musical, com a colocação vocal super diferente do habitual.”, lembra buscando dar a entender como tudo começou.

Daqui, seguiu em meados de 2019 a apresentação da faixa Some Drugs (em Demo) que resultou numa vibração por parte do Sir Lovely ao que deu o nascimento a primeira colaboração que faria no início parte do single do Optional “O Some Drugs era para o meu single, mas sempre que escutava me dava mais vontade de ouvir as mesmas vozes num outro som. Decidimos gravar mais músicas juntos, tive a ideia do coro “Me Apeguei”, fui meter no estúdio e lhe enviei, as músicas foram surgindo dessa maneira.”, e assim nasceu o Melodias de Viver de um amor correspondido por parte do Sir Lovely ao Optional.

O projecto significa muito ao Optional pois através do mesmo ao que conta começou a ter “uma visibilidade mais ampla no mundo da música, hoje em dia tenho recebido vários elogios pelo trabalho e tenho ganhado muitos admiradores em particular!”, observa.

Fora do Amor Não Correspondido ou Melodias de Viver, Optional descreve-se como um jovem comum, apaixonado pela Cultura Hip-Hop, que renasceu em 2019 quando decidiu abraçar a cultura seriamente.

Sonhador como qualquer jovem, fazedor de arte desde 2014, começou se entregando nesse mundo quando assinou o seu primeiro contrato com o Studio Fire Beat, e hoje em dia tem-se identificado como um contador de histórias na área musical que usa o seu dia-a-dia como inspiração, usando para tal estilos musicais como Jazz, Neo Soul, Lofi, R&B contemporâneo entre outros.

Facebook Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *