“Espectadores moçambicanos são apaixonados por artistas estrangeiros”- José Xpião

“Espectadores moçambicanos são apaixonados por artistas estrangeiros”- José Xpião

- in Opinião

Por José Carlos Maria XPIÃO

É comum discutirmos e procurarmos culpados pela vinda de artistas estrangeiros a nossa pátria amada para participar nos diversos eventos que são organizados.

Corremos atrás de diversos elementos, onde mencionamos os promotores, Dj’s, produtores, radialistas, apresentadores de TV’s e realizadores de eventos, mas esquecemos de educar os públicos externos aos eventos, que na minha opinião, são de extrema importância para a concretização de qualquer evento, pois são eles que farão o verdadeiro show.

Nenhum produtor de eventos vai convidar ou contratar um artista estrangeiro, para depois não ter retorno do investimento, aliás, essa acção convidativa é movida pela força dos que escutam as músicas, neste contexto, os públicos.

Por outro lado, os Dj’s estão ao “serviço do povo”, pois tocam o que as pessoas querem ouvir ou dançar num determinado evento, ainda que estes astros das pistas tenham suas listas preparadas para agradar os espectadores, no fim de tudo eles dançam as músicas dos convidados.

Campanha Maningue nice

Em Moçambique é normal “rochar” um evento com 20 artistas nacionais que conhecemos todas suas músicas, e boas, mas somos envergonhados por estrangeiros, que às vezes só acertam uma faixa musical, no dia da sua chegada são recebidos de forma pomposa, com direito a carros e motos de alta cilindrada, camarão, lagosta, lulas, pudim, e até prostitutas.

É preciso mudar este cenário da seguinte forma:

1. Aumentar o número de vezes que as músicas nacionais passam na rádio e TV;

2. Introduzir uma disciplina (educação musical) para todos os níveis (não só no primário);

3. As estâncias turísticas e lojas tocarem mais músicas nacionais;

4. Ser obrigatório tocar (90%) músicas nacionais no xapa;

5. Organizar com frequência eventos só com artistas nacionais;

Facebook Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *