“Chefe do Quarteirão foi acertado por uma Marandza” – José Xpião

“Chefe do Quarteirão foi acertado por uma Marandza” – José Xpião

- in Música, Opinião
0

Por: José Carlos Maria Xpião

Era Domingo de verão, tudo estava calmo até que, Valter Artístico, o próprio Macabeça, colocou aquela caixa mágica cheia de massa cinzenta a funcionar.

O Projecto Âncora concentrado, a safadeza e malandrice do Celso Notiço entrou em acção para soltar gargalhadas, e o Machuabo blindado, Lloyd Kappas, só abanava a cabeça porque tudo já estava no ponto.

No fundo aquela voz do Bang anunciando a chegada de mais uma faixa musical, e não tardou, a tão esperada marandza chegou, excitados os homens correram para curtir a cena na net, as mulheres ainda com algum receio, mas não aguentaram e entraram na turma.

No seu ghetto, chefe do quarteirão foi acertado por uma marandza, era uma lição para ele, afinal quando andava na cidade mentia as raparigas que tinha carros de luxo.

E porque foi corajoso, muito antes de cair na rede da marandza, aconselhado por Bang decidiu contar que nada tinha senão o amor para dar a uma gaja, largou as mentiras todas.

Marandza para lá e tudo quanto é lado, afinal o que é ou quem é. Em princípio, é toda aquela mulher interesseira que entra numa relação para receber e não dar nada em troca ou responder muito pouco as expectativas do homem.

Mas marandzas também são os homens, aqueles que nos finais de semanas esperam que seus amigos paguem sempre a conta da cevada, carne de porco e até preservativo para p*nar uma gaja, a própria marandza.

Na verdade marandzas não acertaram só ao chefe do quarteirão, o cobrador que não devolve trocos é também um marandza e este acerta muitos de nós, os polícias de trânsito já nem digo.

Facebook Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may also like

“Valter Artístico é o Puto Do Ano ” – José Xpião

Por: José Carlos Maria Xpião A primeira vez