Carta aberta para Stv, assunto: “Concursos de Caça Talentos”- José Xpião

Carta aberta para Stv, assunto: “Concursos de Caça Talentos”- José Xpião

- in Opinião, Televisão
0

Antes de entrelinhar sobre o assunto que coloquei quero endereçar as minhas saudações para o Grupo Soico de forma geral, e em particular ao representante máximo da vossa organização, Daniel David.

Conheço a Stv desde 2004, mas fixei os meus olhos neste canal no ano seguinte, portanto, em 2005 altura da edição número 1 do “Fama Show”, hoje escrevo para reconhecer este trabalho que é desenvolvido na vossa catedral, Soico Televisão.

Notei que há uma sequência de programas virados a busca de novos artistas para a nossa pátria amada, isto é muito bom, afinal o país precisa de “continuadores” nas diversas áreas de actuação cultural e não só.

A minha felicidade é imensurável, esses concursos trouxeram e continuam a trazer bons resultados pois é possível apresentar figuras de sucesso que sairam das “mãos” da Stv, jovens que nos dias de hoje são referência nacional e até entraran no mercado internacional.

Lembro muito bem dos filhos da casa, Nelson Nhachungue/o, Valdemiro José, Lourena Nhate, todos eles “cubaias” do “Fama Show”. Abel Laste e Calisto Ferreira brilharam no ano (2006) consecutivo, sem esquecer dos que apareceram a seguir: Abuchamo Munhoto, Rui Michel, e Nuno Abdul, só para citar alguns exemplos.

Vários telentos pisaram no palco do “Show de Talentos” na música, dança, humor, entre outras categorias, havia jovens espetaculares, penso que valeu a pena ter existido aquele projecto, senão vejamos:
Calene (Actriz), Twenty Fingers, Cláudio Ismael e Matilde Conjo (Músicos).

A lista é longa, não só na dança, música e teatro, até porque tivemos “Tribo Júnior” em 2009 uma das rubricas era de “Olimpíadas Académicas (soletrações)” neste concurso descobrimos Yuran Martins Perreira que soletrava de forma audível e flexível, inteligência em alta, três anos depois partiu para EUA onde ficou 1 ano, regressou ao país com mais conhecimento onde terminou o segundo ciclo (2014) na Josina Machel-Maputo agora está dar sequência a sua história na Índia e pelo mundo fora como estudante de sucesso há 3 anos.

Recentemente foi o “desafio total” maternidade do Celso Notiço, este não passa despercebido na arena musical moçambicana com algumas portas abertas nos PALOP’s e CPLP.

Mozkid e Turma Tudo Bom” crianças talentosas de dar ciúme até “inveja”, bem posicionadas mais que alguns artistas adultos vivem preocupados com a fama e por isso acabam fazendo “CV” coisas de vergonha, como explanaria Emerson Miranda.

Sem dúvidas que Stv é onde agente se vê, assiste talentos e não cria problemas de vista nem audição, canal que serve de ponte para se dar “passo maduro” nas várias áreas principalmente musical, assim diria Valter Tembe.

Aproveito felicitar pela mobilização e contratação dos apresentadores:
Dudas Aled, Yara da Silva, Valter Tembe, Carmén Manhiça Fulede, Liudmila Jeque, e Shayda BB, Miranda é vosso há mais de 8 anos, esta foi uma “granda bolada.”

A terminar, quero sugerir uma programação especial para verão do próximo ano (2019) um reencontro/encontro das figuras que fizeram parte desses concursos, uma espécie de “Talentos da Stv”, aqueles que passaram pelas dicas dos “caçadores”.

Obrigado pela atenção que quiseram me dispensar!

Facebook Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may also like

Conhecidos vencedores da 1ª edição do Mozkids Talents

Ambrosi, Inalda, Natolys, Tanaya, Liane e Denilson são