“Carta aberta à Boneca Barbie de Moz, sobre a sua carreira como Cantora” – José Xpião

“Carta aberta à Boneca Barbie de Moz, sobre a sua carreira como Cantora” – José Xpião

- in Opinião
0

Por: José Carlos Maria Xpião

Assunto: Começo da sua carreira como Cantora

Olá!

Sou eu novamente a escrever para você, me bloqueiou há meses por eu ter escrito um artigo direcionado a sua pessoa, para mim ficou claro que a Boneca Barbie Humana de Moz não tem capacidade nem estofo para ser celebridade, assim como foi notável a falta de remédio da lua no seu ,mas o que me leva a entrelinhar hoje não é isso.

Notei que está interessada em ser famosa a todo custo e todas acções são frustradas, não vejo efeito apenas consegue ter atenção durante algumas horas, aliás, muitas vezes são comentários que tendem a repreender as suas atitudes bonecais e mesquinhas, agora decidiu cantar, organiza-se minha irmã.

Estimada, há semanas vi algum teaser (cheirinho) de um vídeo em que estava a promover a sua nova fase, a de música, aliás, antes de assístir o meu irmão foi quem viu primeiro e rematou-me:
” A tua amiga Barbie já canta… Kkkkkkk”
Respondi sorrindo:
— Desde quando e o que ela canta?!

Não arrisquei em assístir naquele momento, já que não tomo álcool, saí para tomar coragem e água, activei os dados móveis, a vista e os ouvidos, entrei no/a youTube para verificar a cuja novidade, assísti, escutei de forma repetida para entender o conteúdo da música e aspectos que compõem aquele teaser, desmaei de tanto arrependimento! Não há nada de interessante na mensagem daquela canção, a ausência de elegância na voz está visível, ainda há muito trabalho por se fazer.

Mais uma desafinada na arena musical em Moçambique, funk mal conseguido, não notei precisão nas palavras, há um suco que está em falta nas abordagens feitas no vídeo, junto a sua equipa procurem investigar mais para melhor apresentarem-se no mercado, ainda não estão preparados, façam TPC de forma cordenada.

Estimada, alguém segredou-me que a sua carreira é temporária, trata-se de um projecto de Publicidade e Marketing que visa colocar Artistas no topo através de teorias, técnicas e práticas da área, a ideia é boa, mas a escolha não me parece certa pelas seguintes razões:

  1. Barbie é uma Boneca que não gosta de receber críticas;
  2. Olha para os críticos como aqueles que teem inveja dela;
  3. É infantil;
  4. Acha que é rica e por isso não precisa de ajuda de outrem;
  5. Não sabe posicionar-se como adulta;
  6. Não conhece os seus públicos;
  7. Não valoriza potenciais públicos.

Estimada, estamos no século XXI, portanto, a era do relacionamento, que aliás, Fábio França classifica os públicos de acordo com o grau de relacionamento, a destacar:
Interdependência, dependência e redes de interferência. Ainda de acordo com o mesmo autor, pode-se elencar em essencias, não essenciais, constitutivos (primários e secundários).
A classificação de França é bastante clara e justa, de facto nos dias de hoje relacionamentos com os stakeholders são relevantes para uma boa ou má reputação de uma organização, assim sendo, quero adequar a sua realidade, tomando você como uma “empresa”, ora diga-me, como é que teria sucesso a sua firma se não conhece seu público estratégico, não investe em relacionamento saudável e nem oferece produto apreciável?!
Mana moça, por favor toma posição e redifina-se, pensa se realmente quer ser cantora.
Fecho estas entrelinhas agradecendo pela atenção que quisera me dispensar!
Bom fim de semana mana.

Bjhs

Atenciosamente,

Facebook Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may also like

Carta aberta para Ivo Mahel

Por: José Carlos Maria Xpião Assunto: Sua Postura Nas